BES Photo 2012 no Museu Berardo

ploads/2012/03/besphoto_2012-150×150.jpg” alt=”BES Photo 2012″ width=”150″ height=”150″ />A oitava edição do BES Photo está patente de 14 de março até 27 de maio, uma iniciativa que decorre dentro do espaço do Museu Coleção Berardo. O certame reune trabalhos inéditos dos quatro artistas em concurso e o vencedor será conhecido em 17 de abril. Os artistas em exposição foram previamente nomeados pelos três membros de um júri de seleção. A escolha do artista vencedor é feita por um júri de premiação. As visitas ao BES Photo decorrem das 10h00 às 19h00 e a entrada é gratuita. Em resultado da sua internacionalização, esta exposição será exibida na Pinoteca do Estado de São Paulo depois de apresentada em Lisboa.

Daniel Amaral NettoDuarte Amaral Netto (Portugal)

Fotógrafo português, com conteúdo expositivo marcado por presenças nacionais e internacionais, apresenta “Z 2012″, um trabalho desenvolvido a partir de pesquisa de peças fotográficas da época da II Guerra Mundial relacionadas com a vida de um médico especializado em lesões faciais. Construiu uma narrativa que transporta para aquele período e para as imagens marcantes da vida de “Z”.

Retrato_CiaDeFotoCIA de Foto (Brasil)

Coletivo formado na cidade de São Paulo constituído pelos fotógrafos Pio Figueiroa, Rafael Jacinto, João Kehl e Carol Lopes, participa ativamente na cena cultural brasileira e também em exposições internacionais. Apresentam “Agora”, um trabalho introspetivo dedicado à captação de luz, brincando com as sombras e relacionando as imagens com o tempo e com o som.

MauroPinto_RetratoMauro Pinto (Moçambique)

Fotógrafo de Maputo, em actividade desde 1990, com presença no seu país de origem e internacional, apresenta “Dá Licença” uma exposição dedicada ao bairro de Mafalala, em Maputo (onde viveu Eusébio da Silva Ferreira), um ponto caraterizado por influências de várias nacionalidades e pelas suas cores fortes e ainda remanescentes da época colonial.

Rosângela RennóRosângela Rennó (Brasil)

Fotógrafa do Rio de Janeiro, já expôs os seus trabalhos um pouco por todo o mundo. Apresenta “Lanterna Mágica”, um trabalho de imagens produzidas manualmente a partir de negativos do século XX e trabalhadas de forma a produzir uma mancha negra (por sobre-exposição de uma fonte de luz) que representa o consumo da imagem que fica oculta, abrindo caminho para a discussão filosófica sobre a ontologia da imagem fotográfica original.

zp8497586rq