Chalé da Condessa de Edla

Morada:
Estrada da Pena
2710-609 Sintra
Contacto:
219 237 300
8€
Horário: 10h00-18h00
Transportes:
Metro / Comboio
TRAIN: Sintra

Chale da Condessa de Edla postal antigoO chalé da Condessa de Edla abriu ao público em maio de 2011, depois de quatro anos de obras para recuperação de um incêndio que quase o destruiu, em 1999. Foi mandado construir pelo rei D. Fernando II para Elise Hensler, a sua segunda mulher. Foi edificado entre 1864 e 1869, na zona ocidental do parque da Pena. Elise Hensler foi uma cantora lírica que chegou a Portugal, em 1860, para cantar nos teatros São João, no Porto e São Carlos, em Lisboa. Em 1869, casou com D. Fernando II, depois deste ter enviuvado da rainha D. Maria II. O chalé segue o modelo dos seus congéneres dos Alpes e está integrado num jardim de oito hectares, onde se encontram grandes coleções de camélias, rododendros e azáleas, no meio de enormes pedras graníticas. No topo do jardim, existe um estábulo com cavalos.

Jardim do Chalé da Condessa de EdlaEm 1885, após a morte de D. Fernando II, o parque da Pena, incluindo o palácio e chalé, foram herdados pela viúva. Mas o testamento de D. Fernando II foi contestado pelo seu filho, o rei D. Luís, acabando o Estado português por acordar com a condessa a aquisição destes bens e ficando ela como usufrutuária do chalé e do jardim envolvente. Após a queda da monarquia, em 1910, a casa e os jardins deterioram-se com falta de manutenção. Este foi o primeiro chalé construído em Portugal e deu início a uma moda em Sintra, Cascais e Estoril. É um edifício no estilo romântico da época, de pedra e cal, mas com uma simulação de madeira nas paredes exteriores, onde o protagonista é o rendilhado de cortiça.

Interior do chalé da Condessa de EdlaA planta térrea é retangular e a superior tem a forma de cruz. No interior, a organização é simples: no piso térreo, uma escada central, salas principais voltadas para o palácio da Pena e compartimentos de serviço a poente. No piso superior, um amplo quarto de dormir, virado também para o palácio e três quartos de apoio. Destaque para a decoração, com pinturas murais nas escadas, no vestíbulo nobre, nos tetos do quarto principal e do toilette da condessa (o quarto das rendas). Note ainda o estuque decorativo da sala das Heras, o revestimento azulejar azul e branco na cozinha e os painéis de embutidos de cortiça e madeira nas paredes e no teto da sala de jantar e do quarto de vestir do rei.

Informações úteis

O chalé da Condessa de Edla é visitável das 10h00 às 18h00 (os bilhetes são vendidos até às 17h00). A visita ao jardim e aos exteriores do chalé é gratuita, mas o bilhete para o interior é de oito euros. Pode comprá-lo à direita da entrada principal no jardim, mas atenção que apenas pode pagar em dinheiro. Jovens até dos seis aos 17 anos pagam sete euros e os seniores 7,5 euros. Existem bilhetes combinados que permitem também o acesso ao palácio da Pena. Se for de carro, estacione (gratuitamente) na Tapada do Mouco, que fica um pouco acima da entrada principal do jardim da condessa. Se preferir transportes públicos, há um transfer que liga a entrada do palácio da Pena ao chalé da condessa.