Cordoaria Nacional

Morada:
Rua da Junqueira 342
1300 Lisboa
Contacto:
213 637 635
Website:
Horário:
Transportes:
Metro / Comboio
COMBOIO: Belém
Autocarro
CARRIS: 15E 28 201 714 727 732 751

A antiga Real Fábrica da Cordoaria da Junqueira, mais conhecida pela designação de Cordoaria Nacional, é um edifício de arquitectura civil construído como fábrica de cordames, velas e bandeiras para as embarcações marítimas, actualmente também Núcleo do Museu da Marinha e espaço recuperado de cultura onde se desenrolam diversas iniciativas, como exposições e todo o tipo de actividades de promoção da experiência e vivência da cidade de Lisboa e do País. Foi classificada como Monumento Nacional em 1996.

Fábrica junto ao Rio

Cordoaria NacionalO edifício da Cordoaria Nacional, mandado erguer por iniciativa do grande estadista Marquês de Pombal e provavelmente desenhado pelo arquitecto Reinaldo Manuel dos Santos na segunda metade do séc. XVIII, estende-se por um conjunto de oficinas distribuídas em 3 corpos, de forma longitudinal e paralela ao rio Tejo. É ainda hoje um dos testemunhos da industrialização da época, de traça arquitectónica muito simples e funcional, destacando-se apenas a norte um portal emoldurado de cantaria, e a sul outro portal emoldurado.

Bandeira da República PortuguesaAo longo do tempo e como consequência de incêndios, da adaptação a outros serviços não relacionados com a sua vocação original, ou por alterações ligadas à circulação viária da zona circundante, o edifício foi sofrendo algumas alterações à sua estrutura. Como curiosidade, foi da Cordoaria Nacional que vieram os tecidos para a criação da actual Bandeira Nacional Republicana, cuja comissão de decisão, composta por figuras como o pintor Columbano Bordalo Pinheiro e o jornalista João Chagas, entre outros, recomendava que fossem o verde-escuro e o vermelho vivo. Infelizmente, a Cordoaria apenas tinha em quantidade suficiente para tal função o encarnado e o verde-esmeralda. E foram essas as cores que perduraram até aos nossos dias.

Informações úteis

Chega-se a este edifício utilizando a linha de comboio de Cascais, saindo na estação de Belém, ou em qualquer um dos autocarros que serve a Rua da Junqueira ou a Avenida da Índia.