Jardim da Estrela

Morada:
Praça da Estrela
1200-667 Lisboa
Contacto:
929 075 732 (Café-restaurante)
Horário: 7h00 - 24h00
Preço Médio: -
Transportes:
Metro / Comboio
METRO: Rato
Autocarro
CARRIS: 25E, 28E, 709, 713, 720, 738, 773, 774

Jardim da EstrelaO jardim da Estrela, designação popular do jardim Guerra Junqueiro, foi inaugurado em 1852. Está localizado na praça da Estrela, em frente à basílica do mesmo nome e tem uma dimensão de 4,6 hectares. Fundado por António Bernardo da Costa Cabral, contou com o apoio da rainha D. Maria II e a orientação do francês Jean Baptiste Bonnard, à época mestre-jardineiro de vários jardins de Lisboa. A sua criação resulta do facto de, a partir do terramoto de 1755, a zona da Estrela ter atraído muitas famílias da burguesia de então e que pretendiam um jardim perto da nova basílica, ali erguida em 1789, como alternativa às tradicionais matas, que despontavam pelos subúrbios da cidade.

Jardim da EstrelaDurante a segunda metade do século XIX, o jardim da Estrela era uma das grandes atrações lisboetas, contando com quiosques, estufas e até a réplica de um pavilhão chinês, que entretanto desapareceram. Também albergou um leão, oferecido em 1871 pelo explorador Paiva Raposo, que ganhou o epíteto de “leão da Estrela” e que habitava uma jaula colocada junto da entrada da avenida Pedro Álvares Cabral. Atualmente, este jardim conta com quatro lagos distintos, uma pequena coleção de estatuária, um coreto antigo de ferro forjado, uma biblioteca pública, dois parques infantis, um café-restaurante e uma pequena esplanada. As suas árvores, algumas com 150 anos de vida e de pose imponente, incluem ginkgos, carvalhos-roble, cedro-dos-Himalaias, belas-sombras, araucárias-de-Cook, palmeiras-das-Canárias, figueiras-da-Austrália e alfarrobeiras. Pelo lado voltado para a basílica, passa o famoso elétrico 28. O jardim da Estrela abre todos os dias da semana.